Publicado em 4 de dezembro de 2018

Dezembro Laranja – câncer de pele – dermato – tratamento – cauterização

 

Câncer de pele é muito sério! Só no Brasil, são 176 mil novos casos ao ano. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% dos casos de tumores malignos do Brasil são de câncer da pele. E para alertar à população sobre a doença, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) vem desde 2014, divulgando a campanha batizada de “Dezembro Laranja”.  

 

Sempre no último mês do ano (no verão) a entidade realiza ações nas ruas, praias e praças para lembrar como evitar o câncer mais comum, além de campanhas nas redes sociais com a hashtag #dezembrolaranja.

 

Neste ano, o tema da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele é “Se exponha mas não se queime” para mostrar as pessoas sobre a importância de usar filtro solar e não se expor demais ao sol em horas impróprias sem o fotoprotetor.

 

Procure o dermatologista

Manchas na pele podem ser sinal de câncer de pele. Nesse caso, devemos procurar imediatamente o dermatologista. Pequenas lesões na pele também devem ser prevenidas, a fim de evitar que  se tornem câncer. Pessoas com histórico de câncer de pele na família ou  com grande quantidade de pintas na pele, precisam ir ao dermatologista com frequência para prevenir o aparecimento de qualquer doença mais grave. Feridas na pele que demoram mais de um mês para cicatrizar, também devem ser um motivo para ir ao médico.

Os dermatologistas recomendam  usar diariamente o protetor solar (no mínimo fator 15),o qual deve ser reaplicado a cada duas horas ou sempre depois do mergulho na praia ou piscina e após a prática de exercícios físicos, quando há  excesso de transpiração.  Outras formas de prevenção incluem evitar se expor ao sol em horários de maior incidência solar (10h às 16h),  optar por óculos de sol que tenham proteção UV, usar chapéus, procurar estar em locais de sombra, bem como manter sempre o corpo hidratado.

 

Tratamentos

 

Os métodos de tratamento dependem do tipo de lesão na pele. Os mais usuais implicam na destruição (cauterização, radioterapia) ou na remoção (curetagem, cirurgia). No caso de pintas suspeitas, o  médico pode usar a dermatoscopia, exame não invasivo que oferece um diagnóstico preciso.

Existe no mercado, inclusive  até um creme tópico usado para eliminar alguns tipos superficiais de tumores, que estimulam o sistema imunológico a combater as células malignas.

As cirurgias são indicadas para os casos mais extremos, como melanoma, que se não tratado pode virar uma metástase no futuro.

Essas foram algumas informações do MedPoint sobre o Dezembro Laranja. Se você deseja marcar uma consulta com um de nossos dermatologistas, ligue para (21) 3576-3747 e agende com um dos nossos médicos ou aqui pelo site.

 

Aceitamos planos de saúde. Consulte o nosso atendimento. Temos consultas particulares acessíveis e reembolsáveis pelo seu plano.

Estamos localizados atrás do Prezunic e o estacionamento é gratuito.

Endereço: Rua Professora Luíza Nogueira Gonçalves, 350 – Bloco 2 – sala 201 a 235 – Recreio dos Bandeirantes.

Lembramos que essas informações possuem caráter educativo e somente um médico poderá diagnosticar doenças e indicar os tratamentos adequados.

Voltar